Artigos
O Tempo das respostas de Deus PDF  | Imprimir |  E-mail

alt


O tempo das respostas de Deus


 “Deixando-os novamente, foi orar pela terceira vez, repetindo as mesmas palavras. Então voltou para os discípulos e lhes disse: Ainda dormis e repousais! Eis que é chegada a hora, e o filho do homem está sendo entregue” (Mt 26.44-45).


A resposta de Deus a seu filho Jesus, finalmente veio após longa noite de orações desse, pedindo que, se possível, o livrasse dos sofrimentos da cruz e de ter sobre si nossos pecados. A perseverança de Jesus em oração nos ensina que assim devemos fazer em nossas petições ainda não respondidas pelo Pai, porque:

1) O tempo de Deus não é o nosso tempo – Somos, por natureza, precipitados e ansiosos. Não gostamos de esperar. Isso pode nos levar a obter algo que ainda não necessitávamos em prioridade ou ainda não estávamos preparados para tê-lo, ou ainda querendo o que Deus não quer para nós. O Senhor nos responderá a seu tempo, como fez a Jesus, mediante nossa perseverança em oração.

2) A oração perseverante prova nossa fé - Quando insistimos em algo é porque acreditamos naquilo. Deus contempla isso em nossas orações. Nossa perseverança em orarmos por algo não atendido é vista pelo Senhor como prova de nossa fé, no seu poder e justiça. “E tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis” (Mt 21.22).

3) A oração perseverante revela uma autêntica comunhão com o Pai - Oração é completo diálogo com Deus. Falamos com Ele e paciente e confiantemente aguardamos sua resposta. Na constância de oração se estampa: nossa humildade e limitações, nossa dependência do Pai, nosso reconhecimento de que Sua vontade é a melhor para nós. Nela obtemos a paz, consolo, orientações, curas, perdão e salvação. Oração não é reza ou ladainha, vãs repetições, lengalenga por mediação de santos, mas, sim, diálogo dinâmico e direto com Deus em nome de Jesus. “...Em verdade, em verdade vos digo que tudo que pedirdes a meu Pai, em meu nome, Ele vos dará” (Jo 16.23). Ore, nunca desista de pedir ao Pai aquilo que você crê que seja uma necessidade sua. Há o tempo das respostas de Deus, creia nisso.


Celson Vargas
Colaborador de OJB

 
Desejos x Necessidades PDF  | Imprimir |  E-mail

alt

Desejos x necessidades


 Dia 31 de maio recebi uma mensagem no meu WhatsApp de um pastor amigo dizendo: “Desejos não são o mesmo que necessidades. Todo pedido feito em cima das necessidades tem o cuidado de Deus, até porque é promessa dEle”. Em seguida citou o versículo de Filipenses: “O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus” (Fp 4.19).

Deus não tem compromisso com os nossos desejos, precisamos entender que desejos não são o mesmo que necessidades. Os nossos desejos quase sempre são egocêntricos, desejamos sempre ter mais que o próximo, fruto de cobiça, inveja e desejos vãos. A Bíblia ensina que devemos amar o próximo, ajudar e desejar o bem dele. Muitas pessoas para conseguir realizar os seus desejos, agem com falta de ética e fazem de tudo para derrubar o próximo. Por isso que Deus não tem compromisso com os nossos desejos, mas Ele promete suprir as nossas necessidades. A Palavra de Deus diz que nunca viu o justo desamparado e nem a sua descendência mendigar o pão.

O que são necessidades?

É algo que precisamos para viver, por exemplo: água, alimento, ar, enfim, se faltar um desses itens não conseguiremos continuar vivos. Por isso, quem é filho de Deus pode descansar em sua promessa, Ele suprirá todas as nossas necessidades. Como é bom saber que Deus está cuidando de cada detalhe das nossas vidas.


Cleverson Pereira do Valle
Colaborador de OJB

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Pagina 3 de 70
 
Copyright © 2019 Portal Batista. Todos os direitos reservados.
Rua José Higino 416, Predio 28 - Rio de Janeiro - RJ / CEP 20510-412 / (21) 2157-5557